terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Produção do canal de Tv pela Web todo produzido em softwares!!! Massa conferi Ai

Reunião de Planejamento Coordenação do Pontão de Cultura As novidades do ano e a realização do TEIA -RS encontro estadual dos Pontos de Cultura


Projeto Cultura Viva - Pontão de Cultura/SL
André de Jesus

A produção do Teia – RS que vai acontecer Abril em São Leopoldo,

As melhoria da estrutura do sede do pontão de cultura,

Liberação dos recursos do 3º ano e do 2º convênio com Cultura Viva - Minc para a cultura de São leopoldo

Projeto de montagem da Rede dos TelecentroBR/SL


Artes plastica, vídeo cinema:
Rogerio Tosca
Salão de Artes

Novembrada de cinema – sugestão andré - tema da criança e do adolescente – ECA
contato Denise Flores

Teatro – Dança:

Festival de Esquete,

Dia internacional do Teatro 27 de Março e da Dança

Intercabio internacional da companhia de dança de São Leopoldo, varias mudanças no elenco e planejamento de um novo espetaculo para este ano com prioridade as comunidade e escola dos bairros

Biblioteca:
Hora do conto
Pesquiza do arquivos dos Jornais VS etc
Agente de Leitura
Ponto de Leitura
Feira do Livro
Prêmio Sergiu Farina

Centro Cultural
Tamara

Aquisição e o material da FUNARTE que chegou ao Teatro já estão sendo estalado e vendo o que está faltando, para a melhoria do Teatro Municipal.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Inclusao Social com acesso aos bens tecnologico Inclusão Digital tem que ser com internet mas barata para o Povo



A Pesquisa TIC Provedores 2011, realizada pelo CETIC.br, divulgada nesta quarta-feira, 30/11, lança um desafio para o governo brasileiro: será preciso dobrar, em dois anos, o número de domicílios e empresas com acesso à Internet por meio de conexões fixas. Hoje, há 17 milhões, segundo apurou o estudo. Governo quer 30 milhões em 2014. Outro dado relevante: Nas áreas urbanas, apesar do acordo entre teles e o governo, ainda há 30% das escolas sem conexão à Internet.

O levantamento sobre o mercado de provimento de acesso à Internet é o primeiro realizado pelo Comitê Gestor da Internet. O estudo atesta que há 1934 provedores Internet atuantes no país, sendo que o levantamento chegou a aproximadamente 400 ISPs, que não eram conhecidos pela Anatel. "Queríamos e vamos fazer um trabalho sobre banda larga onde analisamos a oferta, a demanda e a qualidade. E o provedor Internet tem papel relevante neste ecossistema", afirma Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br.

A TIC Provedores 2011 ratifica ainda que as desigualdades econômicas e geográficas do brasil são uma realidade também na Banda Larga. O mercado de acesso à Internet está concentrado nas mãos de seis grandes provedores - Oi, Telefônica, Embratel, Net, GVT e CTBC, sendo apenas dois deles, com escala nacional - Oi e Embratel. Esses players, conforme o estudo do CETIC.br, dominam 80% de todas as conexões ofertadas no país - 13,6 milhões.

Os outros 20% ficam nas mãos da grande maioria dos provedores - 1928, que assumem o papel de dividir o acesso para 3,4 milhões de conexões. E a disputa também se mostra muuito concentrada. Apenas 20 provedores - ou 1% - atuam em todas as regiões; a grande maioria - 95% atuam em uma região apenas, sendo que a maior parte -43% - está na Região Sudeste, a de melhor desempenho financeiro e econômico. Apenas 11% estão na região Centro-Oeste e a região Norte tem apenas 6% os provedores ativos.

O estudo também abordou as escolas. E o TIC Provedores 2011 apresenta dados para serem observados pelo governo. Enquanto as teles asseguram que as metas do acordo firmado com o governo - de levar Internet para todas as escolas na área urbana já foi cumprida, a pesquisa constata que 30% ainda não têm conexão, sendo que 81% delas têm computadores.

As micro e pequenas empresas - com até 9 funcionários - também são um mercado para ser trabalhado. A pesquisa revela que 77% delas têm computador, mas apenas 69% têm conexão à Internet. Outro dado importante é com relação à tecnologia utilizada pelos pequenos provedores.

Como têm dificuldades de obter compartilhamento de rede com as grandes concessionárias, as ofertas mais comuns são via rádio ( 67%) ou via Wireless. Apenas 6% oferecem conexões por ADSL e 9% por fibra óptica. "Sem o unbundling - compartilhamento de rede - esses pequenos provedores sofrem para chegar ao usuário final. Eles têm de fazer opção pelo rádio por uma questão de oferta e de custo mesmo", destaca Alexandre Oliveira.

Antônio Sérgio Spagnol Serie Odisseia Cultural Realização Instituto Pensarte

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

A Império do Sol desfilou na noite de domingo em Porto Alegre - Imperatriz Leopoldonse

Escolas de São Leopoldo disputam vaga no Grupo Especial em Porto Alegre

Império do Sol e Imperatriz Leopoldense desfilaram na noite de domingo.





Da Redação

Foto: Samuel Maciel/Prefeitura Municipal de Porto Alegre
A Império do Sol desfilou na noite de domingo em Porto Alegre
Império do Sol Faz parte do Programa Cultura Viva Ponto de Cultura/SMCSL
A Império do Sol desfilou na noite de domingo em Porto Alegre

Rio Grande do Sul 
         Duas escolas de São Leopoldo estão na disputa para uma vaga no Grupo Especial do Carnaval de Porto Alegre em 2013. A Império do Sol e a Imperatriz Leopoldense desfilaram com exuberância na noite de domingo no Complexo do Porto Seco.
A Império prestou homenagem ao apresentador de televisão Alexandre Motta. A Imperatriz desfilou levando à Capital a cor vermelha como tema, usando símbolos como o coração e a paixão.

Ainda desfilaram as escolas Praiana, Realeza, Unidos da Vila Mapa, Acadêmicos de Niterói e Samba Puro.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

São Leopoldo se prepara para receber os foliões hoje e amanhã desfile oficial

Charles Dias

A avenida Dom João Becker se prepara para receber o desfile do Carnaval de São Leopoldo 2012. Este ano, o evento, que tem como tema a África, ocorre nos dias 19 e 20 de fevereiro, domingo e segunda-feira, a partir das 21h. O resultado da grande vencedora acontece na terça-feira (21/02), às 16h, no ginásio municipal Celso Morbach (avenida Dom João Becker, 271, Centro). Na cerimônia serão anunciados os primeiros colocados e, no mês de maio, em data a definir, ocorrerá a festa do Estandarte de Ouro, premiando os destaques do Carnaval 2012.
Segurança: Para garantir uma festa em que somente a diversão seja a grande protagonista, um esquema especial de segurança foi montado. Serão 20 guardas municipais e 70 policiais militares (incluindo o POE) trabalhando. Os foliões ainda contarão com o atendimento do Samu e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsad), juntamente com a Secretaria Municipal de Cultura, estará distribuindo 30 mil preservativos na avenida.
Trânsito: Desde o dia 06 de fevereiro, a avenida Dom João Becker (sentido centro bairros) foi fechada para a montagem da arquibancada. Nos dois dias de Carnaval, a avenida Mauá - altura com a Rua Brasil - começa o bloqueio que se estende pela Dom João Becker até a altura da Avenida Independência. Outros bloqueios serão realizados nas ruas transversais a Rua Brasil, como Flores da Cunha, São Paulo, José Bonifácio e Marquês do Herval.
Preparação: Os tambores para a folia começaram a rugir, ainda, em dezembro de 2011, com a escolha da nova corte: soberana Brenda Fagundes e das princesas Natália Pereira (1ª) e Pâmela Flores (2ª). O mês de janeiro foi de muito samba no pé com a realização das Paradas da Folia. A primeira ocorreu na região Leste. O bairro Cohab-Feitoria recebeu o ensaio aberto da Escola de Samba Imperatriz Leopoldense e também contou com o samba da convidada da Região Oeste, a Escola de Samba Alambique. Na sequência, os foliões foram envolvidos com o espírito carnavalesco e participaram intensamente das paradas da folia nas regiões: Oeste, Sudeste, Sul.
Já a Muamba oficial reuniu no dia 12 de fevereiro, cerca de 10 mil pessoas na avenida Dom João Becker para conferir o ensaio das oito escolas de samba de São Leopoldo. A Escola Alambique abriu a Muamba, seguida da Estação Primeira de São Léo; Imperadores do Sul; União da Vila; Imperatriz Leopoldense; Império do Sol; Academia de Samba da Zona Norte; Acadêmicos do Rio Branco.


                                                        Acompanhe a programação dos dias de folia

19 /02/2012

1. S.C.B.C Alambique
2. S.C.B.C Estação 1ª de São Leo
3. S.C.B.C Imperadores do Sul
4. S.C.B.C União da Vila

20/02/2012

1. S.C.B.C Imperatriz Leopoldense
2. S.C.B.C Império do Sol
3. S.C.B.C Academia da Zona Norte
4. S.C.B.C acadêmicos do Rio Branco


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Ponto de Cultura Imperio do Sol homenagem ao Alexandre Mota - Balança Geral

Mota balança a Império

Vida de apresentador do ''Balanço Geral'' é enredo

Alexandre Mota será homenageado pela representante do Vale do Sinos
Crédito: BRUNO ALENCASTRO
 Alexandre Mota será homenageado pela representante do Vale do Sinos<br /><b>Crédito: </b>   BRUNO ALENCASTROQuando a Império do Sol, de São Leopoldo, entrar na passarela, mais de 1,2 mil componentes iniciam a evolução com a meta de "balançar" o Complexo Cultural Porto Seco na noite de domingo. A agremiação do Vale do Sinos está disposta a lutar pelo título do Grupo A para voltar à elite do Carnaval de Porto Alegre, de onde despencou em 2011. A escola contará a história do paulista que se tornou o mais popular apresentador da TV gaúcha: Alexandre Mota. O jornalista da TV Record RS é o homenageado do enredo "De Vassoura na mão e sapato no chão, vem o Império do Sol com o sonho de ser campeão: Mota, a voz do povão".

O vice-presidente da Império e autor do enredo, Alan Silva, justifica a escolha: a paixão de Mota pelo samba e a paixão dos gaúchos pelo homenageado. "Mota é gaúcho de coração e fala a língua do povo. Por isso, achamos que ele merecia esta homenagem, já que faz tanto para uma parcela da sociedade, por vezes esquecida", argumenta.

Feliz, Mota garante que vai retribuir o carinho com muita dedicação e gingado, do alto de um carro alegórico, acompanhado de familiares e de colegas de trabalho. "Fiquei emocionado com este reconhecimento", confessa, ao lembrar os tempos de faculdade, quando seguia direto da sala de aula para as rodas de samba. Durante uma hora, a Império do Sol cruzará o sambódromo destacando a chegada de Mota à Capital gaúcha, os times de futebol de sua preferência, o amor pelo Rio Grande do Sul, o começo da carreira e o jeito característico de apresentar o "Balanço Geral".

A fantasia que Mota desfilará é mantida em segredo. Para completar a homenagem, a mulher do jornalista, Séfora Mota, desfilará à frente da bateria. "Minha mulher aceitou sem receio o convite. Ela gosta muito de samba. Além de Séfora e de nossos dois filhos, virão meus familiares de São Paulo. Será uma troca de energia entre a escola e a arquibancada, tenho certeza", diz.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

'A lógica de hoje é cultural'

Diogo Guedes
Jornal do Commércio (PE)

Em entrevista, a professora Maria Elisa Cevasco fala da importância do conceito de cultura para a contemporaneidade

Tradutora de Fredric Jameson e uma das principais pesquisadoras dos estudos culturais no Brasil, a professora Maria Elisa Cevasco veio recentemente ao Recife dar um curso sobre O Sentido da Cultura em Fredric Jameson para funcionários da Secretaria Estadual de Cultura. Nesta entrevista, ela fala da crítica cultural, que defende como essencial para interpretar a realidade.

JORNAL DO COMMERCIO – Para você, que conceito de cultura dialoga com a sociedade atual?
MARIA ELISA CEVASCO – O que eu acho interessante de trabalhar com a cultura no mundo contemporâneo é que ela não é um conceito estático. Como todos os conceitos, o de cultura depende do momento histórico e de onde você está. No século 19, por exemplo, o conceito de cultura com que a gente trabalha hoje era impensável. Cultura eram os grandes valores espirituais da humanidade, as grandes obras. Justamente na tradição anglo-saxônica dos anos 1950 e 1960, Raymond Williams vem trazer uma mudança nesse conceito de cultura, e a mostra como todo um modo de vida. Uma coisa que eu acho muito interessante no conceito de cultura na tradição materialista é que você apreende sobre a sociedade através da cultura. Ela tem um poder cognitivo. Não é um conhecimento empírico, é um conhecimento que só as manifestações culturais podem te dar, porque elas materializam esses significados e valores da sociedade que são contraditórios. Fredric Jameson, para chegar no hoje, é o melhor teórico do momento presente. Foi ele, no âmbito mundial, que explicou para todo mundo o que era pós-modernismo. Ele conseguiu isso justamente porque ele junta cultura e sociedade ou, num ponto mais específico, ele junta produção cultural e produção econômica. Quando você olha para os dois juntos, fica tudo mais claro.

Qual é o papel do crítico cultural?
Na filiação da crítica cultural materialista é entender a sociedade para influir nos seus rumos. O professor Antonio Candido tem uma frase em que ele fala do romance, mas que eu gosto muito de aplicar para a crítica. Ele diz que o romance é um instrumento de descoberta e de interpretação da realidade sócio-histórica. Eu acho que a crítica cultural é a mesma coisa. É um instrumento, pois tem valor prático. É um instrumento de descoberta, porque a realidade está velada pela ideologia e pelos nossos hábitos de olhar tudo como se fosse natural. Tendo descoberto a realidade sócio-histórica, o crítico precisa interpretá-la, dizer o que ele acha dessa realidade, e, principalmente, dizer de que lado a obra e a crítica feita estão.

O que no pensamento de Williams e Jameson dialoga com o mundo atual?
O projeto de Williams, que mais de perto me fala ao coração, não é que ele esteja morto, mas foi derrotado. O projeto de Williams viveu no bojo de um projeto de transformação social do anos 1960. Essa transformação não aconteceu. Não é que a teoria dele estava errada, mas, dizendo de forma bem exagerada, o mundo para o qual aquela teoria foi criada desapareceu. E Jameson é o grande crítico do processo de globalização. Não tem ninguém, nas diferentes áreas, com quem eu tenha aprendido tanto sobre o funcionamento do mundo contemporâneo. Enfim, eu acho efetivamente que a tradição materialista de crítica cultural está muito viva, muito atuante.

Cultura e materialismo
Raymond Williams é, ainda hoje, um dos nome fundamentais para se entender os debates dos últimos 50 anos em torno do conceito de cultura. Com uma forte atuação acadêmica e política, ele é considerado o principal pensador do que viria a se chamar de estudos culturais, corrente teórica que passou a se espalhar por todo mundo. Cultura e materialismo (Editora Unesp, 386 páginas, R$ 55), com tradução e prefácio de André Glaser, é uma boa introdução ao trabalho do autor britânico. Lançado originalmente em 1980, só agora o título chega no Brasil.

Nos 14 artigos de Cultura e materialismo, Williams mostra não só parte do seu pensamento, mas também sua versatilidade como acadêmico. O livro conta com resenhas críticas, ensaios sobre a relação entre a natureza e a sociedade humana e análises culturais e políticas. Trata-se de uma excelente amostra do trabalho realizado em obras como Cultura e sociedade (1969) e Marxismo e literatura (1979).

No artigo Base e superestrutura na teoria da cultura marxista, o galês explica a premissa que o levou a trabalhar com um conceito de cultura mais amplo, que englobasse também as práticas e valores. Negando, a partir do conceito de hegemonia de Gramsci, uma simples determinação da cultura pelas condições de mercado, ele defende que ela é um campo de práticas complexas, que não se resumem à reprodução de uma ideologia de classe. Essa reviravolta permitiu que o conceito voltasse a ser um dos temas centrais das discussões marxistas, e terminou influenciando toda uma geração.

reunião das diretoria e coordenações Secretaria de Cultura SL

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Descobrimos Material Publicado no Site Ministerio da Cultura Postado em 23 de Janeiro de 2012

Cultura Viva


 Secretario de Cultura Pedro Vasconcellos Coor Pedagogico Pontão de Cultura André de Jesus e Tecnica em Cultura Lilia Nunes.

A Secretária de Cidadania Cultural, Márcia Rollemberg, participou neste domingo, 22/01, em Porto Alegre, do segundo dia da Oficina para o planejamento das ações do Programa Cultura Viva em 2012. Na ocasião teve início o encontro de gestores das redes estaduais e municipais de Pontos de Cultura, realizado até hoje, 23, no auditório do Hotel Coral Tower Trade Center e que nos próximos dias prossegue em outros locais da capital gaúcha.
Na apresentação, a secretaria Márcia Rollemberg disse que a SCC começa a construir o planejamento e a apropriação da história para institucionalizar as políticas do MinC. “Neste momento, o esforço é o de aprofundar as conquistas, as informações e o compartilhamento de dados para começarmos a demonstrar os resultados e o lado positivo das ações. Continuaremos o trabalho debatendo as experiências locais e assim estabelecermos uma política pública com a participação de todos”.
A secretária salientou também a importante parceria com a Secretaria de Economia Criativa (em estruturação), pois uma das pautas para o bom funcionamento dos Pontos de Cultura é a questão da inclusão produtiva, empreendedorismo e autonomia dos projetos culturais”, afirmou.
Programa Cultura Viva
“O Programa Cultura Viva, criado em 2004 é um trabalho contemporâneo que surgiu para estimular e fortalecer a rede de criação e gestão cultural no país, tendo como base os Pontos de Cultura. É uma experiência inovadora, porque potencializa o protagonismo, o empoderamento e a autonomia cultural da sociedade”, disse Márcia Rollemberg.
Ao concluir, a secretária Márcia Rollemberg avaliou que o programa precisa evoluir de uma política de financiamento para uma política de fomento, buscar campos de fomento, fazer o cadastro dos pontos e dos indicadores de cultura, criar visibilidade das publicações existentes, articulação da rede com os poderes, para transformá-lo em uma política de Estado; ter um comitê gestor com a participação da sociedade, avaliação dos pontos por eles mesmos, transparência no sistema de prestação de contas e a publicização de suas atividades.
À tarde, além da apresentação dos informes sobre o calendário de visitas técnicas às redes, das oficinas de capacitação e o cronograma de liberação de recursos, os grupos de trabalho por região fizeram a análise de situação dos convênios. Também foi apresentado o projeto de Redesenho do Programa Cultura Viva, o formato da realização das Teias e do Comitê Gestor das Redes Estaduais e Municipais.
O encontro contou a participação de gestores de Redes Municipais, Estaduais dos Pontos de Cultura, de representantes das sete regionais do Ministério da Cultura e de assessores da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura.
Até o dia 29 de janeiro de 2012, a Secretaria de Cidadania Cultural realizará, em Porto Alegre/RS, diversas atividades relacionadas ao planejamento das ações a serem implementadas em 2012 no âmbito do Programa Cultura Viva.

(Texto: Martha Pozueco – Ascom/RRS/MinC)
(Foto: Eleonoro Spinato – Ascom/RRS/MinC)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Voltando ao nosso espaço no Centro Ccultural - Pontão de Cultura

 André de Jesus Lilia Nunes
 alternativa tornar mas agradavel o nosso espaço
Estamos eu e Lilia fazendo mapeando nosso material no nosso espaço




quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Matéria do VS - 02/02/2012



Selecionados para equipe do 3º convênio Minc PMSL


Saiu no VS de hoje (5ª feira - 02/02/2012)a lista dos oficineiros do Pontão de Cultura de São Leopoldo